30 de agosto de 2010

Como inovar no jornalismo

El periódico argentino La Nación inaugurou uma sessão, que é um bom exemplo de como é possível inovar no jornalismo. Trata-se da entrevista em quadrinhos. O responsável pelo trabalho é o ilustrador Liniers, famoso no país hermano pelo trabalho aliando arte e jornalismo.

A aposta do La Nación deveria servir de exemplo para o jornalismo impresso, carente de novas formas que o diferenciem dos mecanismos digitais.

A primeira entrevista-quadrinho foi com o ator Ricardo Darín. Vale a pena conferir:

5 comentários:

Luh disse...

Genial! Ao ler teu post já imaginei várias pautas que poderiam ser feitas em quadrinhos!

Vanessa Kannenberg disse...

Amei a ideia! Vamos propor a ideia a algum ilustrador? Imagino o Pepe fazendo isso...

Poderia ser uma parceria entre um de nós da disciplina de Jornalismo de Revista e um ilustrador.

Willian disse...

Chegou-se a pensar em um ping-pong para essa edição, não?

Será que não poderia ser feito assim? Também pensei no Pepe. :D

João Cléber Caramez disse...

Na verdade, a proposta era para a minha matéria ser em forma de ping-pong. Então, podemos pensar na possibilidade de fazer a entrevista com o padre cubano nos quadrinhos

Pedro Garcia disse...

Bacana mesmo! Eu apoio!

A Piauí já trabalha com quadrinhos de uma maneira diferente, mas desse jeito aí eu realmente nunca tinha visto.

Era o caso de fazer contato com ilustrador já agora, pois isso demanda tempo, né.