1 de outubro de 2008

O jogo do falso


Foi naquela primeira reunião de planejamento do Unicom e da Exceção, ainda durante as férias de julho, que alguém sugeriu o tema fakes para a nossa revista. De imediato, não me interessei. Sempre achei besteira a história de fingir ser um famoso - na época ainda pensava que era só isso.

Naquela mesma noite, decidi dar uma pesquisada sobre o assunto. E foi aí que descobri um universo tão maluco quanto interessante. Tudo funciona pelo Orkut. As pessoas criam perfis, formam redes de relacionamento e interagem entre si de várias formas. Mas tudo é falso! Desde o nome, passando pela foto e, naturalmente, as ligações entre eles. A moral, aliás, é exatamente essa: ser falso. A princípio, ninguém está sendo enganado. Os fakes sabem que estão interagindo com fakes. No fundo, é um jogo que lembra The Sims e Second Life. Mas bem mais doido, não acham?

O foco da minha matéria - sim, eu acabei pedindo a pauta para mim - serão as pessoas que "brincam de viver" no mundo fake. Arranjam namoro, vão à festas, adotam crianças... Depois vocês vão entender como tudo isso funciona. É preciso ressaltar, entretanto, que há quem use perfis fakes com outros fins. Um caso interessante é o da pessoa (não me perguntem quem é, pois eu não faço idéia) que pesquisou sobre generais da Segunda Guerra Mundial e fez um perfil para cada um deles, contando suas histórias. A foto lá em cima é um desses.

Em breve, conto mais.

7 comentários:

Sancler Ebert disse...

Tô louco para ler essa matéria... que eu também quis fazer... mas boto fé no meu amigo Pedro, tenho certeza que ele vai arrasar nessa matéria... Ah, e antes que a Melz ou o Gelson apareçam e digam que estou sendo fake, eu já digo que não... não posso ser sincero nunca, é???

Pedro Piccoli Garcia disse...

deixa que digam, que pensem que falem...deixa isso pra lá!

Vanessa Kannenberg disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vanessa Kannenberg disse...

seria Pedro P Gracia um fake?

Ana Flávia Hantt disse...

Boa Vanessa! Sempre achei que havia algo meio suspeito na identidade de Pedro Piccoli Garcia...

Há!

Demétrio de Azeredo Soster disse...

por que a identidade do predo é suspeita, ana? você está sugerindo que ele, digamos assim, ...

Pedro Piccoli Garcia disse...

vamo parando por aí, heeein.